Cartagena de Índias, o charme da cidade murada

Um muro de 11 km de extensão, construído originalmente para proteger a cidade contra ataques piratas, abriga hoje o que Cartagena tem de melhor: seu centro antigo. Repleto de restaurantes, lojas de artesanato e importantes pontos turísticos, é uma opção de passeio para um dia inteiro. A entrada principal está localizada na Torre do Relógio e a partir dali, prepare o fôlego pra caminhar!

Cartagena

Seguem algumas sugestões de locais interessantes a serem visitados:

Torre del Reloj: Essa simpática torrezinha amarela, localizada acima dos arcos de acesso, já foi a única porta de entrada à região murada e é até hoje um dos símbolos mais famosos de Cartagena.

Plaza de los Coches: Nessa praça há uma grande concentração de charretes e igualmente grande é o número de pessoas que contrata o serviço para conhecer a região à moda antiga. Não fiz esse passeio porque tenho pena dos cavalos, levar uma pessoa nas costas já me parece horrível, arrastar uma charrete então, creio que é crueldade.

Las Murallas: Caminhar pelas fortificações que circundam a “Ciudad Vieja”, como é conhecido o centro antigo, já é uma atração por si só. Os largos muros de pedras podem se acessados por escadas e de cima deles tem-se uma ótima vista da cidade.

Plaza de Santo Domingo:

La Gorda

Nessa praça fica a igreja de mesmo nome, além de alguns restaurantes e bares, mas é certamente a estátua de Botero, “La Gorda Gertrudis” o que mais atrai o interesse dos visitantes, que chegam a formar fila pra tirar uma foto com a musa rechonchuda. Circulando pela praça, muitos vendedores aproveitam a oportunidade para vender réplicas em miniatura da estátua a preços variados. A princípio me ofereceram o souvenir por COP 15.000 (R$15,00). Não comprei e já estava quase me arrependendo, quando outro vendedor me ofereceu a mesma estátua por COP 10.000 (R$10,00). Aceitei na mesma hora, achando que estava fazendo um negócio da china! Dez passos pra frente um terceiro vendedor me ofereceu a mesmíssima miniatura por COP 8.000 (R$8,00). Por ser um produto barato, não fez diferença, mas percebi que a regra vale pra muitas mercadorias, o preço pode oscilar cerca de 50% pra mais ou pra menos. Se quiser comprar, pesquise bastante!

Palacio de la Inquisición: O local, que já foi a principal sede do tribunal de penas na época da caça às bruxas, hoje abriga um museu, no qual são expostos os terríveis instrumentos de tortura que eram utilizados para punir crimes contra a fé cristã. A forca não é original, mas é o ponto mais disputado pra fotos (apesar de fúnebre, também tirei a minha!)

Las Bóvedas: As 23 bóvedas já desempenharam diferentes funções ao longo de sua existência, foram originalmente criadas com o objetivo de servirem como depósito de munições. Durante a época republicana assumiram a função de cárcere e hoje abrigam simpáticas lojinhas.

Plaza Simón Bolívar: Essa praça já teve diversas denominações ao longo do tempo: Plaza de la Iglesia, Plaza Mayor, Plaza de la Inquisición e finalmente Plaza Simón Bolívar, nomenclatura recebida depois que uma estátua do libertador foi instalada ali. É um local agradável e bem arborizado.

Portal de los Dulces:

Portal de los Dulces

Diversas barraquinhas de doces se concentram nesse local conhecido como Portal de los Dulces. Os produtos oferecidos em todas elas são basicamente os mesmos: Cocada, doce de abóbora, doce de leite, etc. todos industrializados. Como eu esperava encontrar doces típicos e caseiros, me decepcionei um pouco, mas pra não perder a viagem, é claro que comi mesmo assim!

Café del Mar: Localizado na parte de cima das muralhas, é uma mistura de bar e balada, um ótimo local para se contemplar o pôr-do-sol ao lado de antigos canhões, tomando uma cervejinha e desfrutando a merecida pausa após um longo dia de caminhada pelos paralelepípedos do centro antigo. O estabelecimento abre às 17h. Vá sem pressa, pois o atendimento definitivamente não é o forte por ali…

Do lado de fora…

Sim, também há vida do lado de fora das muralhas!

Castillo de San Felipe de Barajas:

Castillo de San Felipe

A construção do castelo levou 36 anos pra ser concluída e pode-se dizer que faz jus à demora. Localizado sobre a colina de San Lázaro, é considerado uma das mais importantes fortificações erguidas pelos espanhóis em território americano. A fortaleza de pedra é imponente, conta com 63 canhões e muitas galerias subterrâneas (escuras e claustrofóbicas!), que eram utilizadas como depósito de pólvora. Me aventurei cerca de dez passos pra dentro das delas, mas em seguida o pavor me dominou e fiquei esperando minha amiga do lado de fora!
A entrada é paga, COP 17.000 (R$17,00)

Cartagena Canhões

La India Catalina: A estátua é uma homenagem à índia de mesmo nome, filha de um cacique, que foi raptada da região de Santa Catalina quando tinha 14 anos e levada para Santo Domingo, onde adquiriu os costumes dos homens brancos. Muitos anos depois, atuou como tradutora entre espanhóis e indígenas e conseguiu a pacificação de muitas tribos.
Hoje, sua imagem é usada para representar o prêmio do Festival Internacional de Cinema de Cartagena.

Botas Viejas: Estátua de bronze localizada na parte de trás do castelo, é uma homenagem ao poeta local Luis Carlos López e faz referência a seu mais famoso poema:

A mi Ciudad Nativa

Noble rincón de mis abuelos: nada
como evocar, cruzando callejuelas,
los tiempos de la cruz y la espada,
del ahumado candil y las pajuelas…

Pues ya pasó, ciudad amurallada,
tu edad de folletín… Las carabelas
se fueron para siempre de tu rada…
¡Ya no viene el aceite en botijuelas!

Fuiste heroica en los tiempos coloniales,
cuando tus hijos, águilas caudales,
no eran una caterva de vencejos.

Mas hoy, plena de rancio desaliño,
bien puedes inspirar ese cariño
que uno le tiene a sus zapatos viejos…

Luis Carlos López

 

Onde ficar:

Opção Econômica:
El Viajero Hostel
http://www.hostelcartagena.com/

Opção Confortável:
Hotel Bahia
http://www.hotelbahiacartagena.com/

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *