Pedra Grande de Atibaia: Circuito Sofrido de Corrida de Montanha

De carro, de moto, de bike, caminhando ou correndo? Qual a sua opção de acesso até a Pedra Grande? Independente da forma escolhida, posso garantir que você será presenteado com a melhor vista de Atibaia e poderá apreciar a curiosa formação rochosa do cume, em formato de orelhas de coelho.

Pedra Grande Atibaia

O maciço da Pedra Grande é uma montanha situada a 1450m acima do nível do mar, com superfície de aproximadamente 200.000m2. Essa região, que faz parte da Serra do Itapetinga, é tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico desde 1983.

As opções de lazer nos arredores da Pedra Grande são bem variadas e atendem a todos os públicos, desde os que preferem esportes mais radicais como asa delta, paraglider, rapel, mountain bike e trekking, até os mais conservadores, que buscam apenas a contemplação e preferem subir de carro.

Corrida Pedra Grande

Os que decidirem acessar a Pedra Grande via trilha, terão 3 opções diferentes de caminhos:

1 – Trilha Minha Deusa
Distância: 2,5km / Tempo estimado de caminhada: 2h / Nível: Médio

2 – Trilha da Mangueira
Distância: 2,9km / Tempo estimado de caminhada: 2h30 / Nível: Médio – Difícil

3 – Trilha dos Monges
Distância: 2,7km / Tempo estimado de caminhada: 2h30 / Nível: Médio – Difícil

Qual a melhor? Não sei! Na verdade não segui nenhuma dessas trilhas do começo ao fim, mas provavelmente peguei trechos de todas elas. É que minha visita se deu em um dia atípico, com direito a participação em uma corrida de montanha, a VI Etapa da Copa Paulista, que esse ano aconteceu em Atibaia.

Corrida Pedra Grande

Resolvi (sabiamente) encarar o percurso curto, de 7km, que já me pareceu infinito! As outras opções eram de 9 km, 21km ou 50km (sim, 50!!!). Apesar de correr com regularidade, tive bastante dificuldade, devido à altimetria elevada do circuito e ao terreno irregular. Quem treina apenas no asfalto estranha bastante…

A prova teve início no centro de Atibaia, na pista de pouso de asa deltas e todos os diferentes trajetos tinham o mesmo objetivo: chegar à Pedra Grande. Os primeiros quatro quilômetros foram bem tranquilos, por uma estrada larga e com elevação tolerável, isso me deixou bem feliz, pois ainda tinha energia sobrando e faltava menos da metade da prova. Quanto amadorismo! Do quarto quilômetro em diante a estrada virou trilha e as ladeiras viraram paredões! Minha energia de sobra? Creio que resolveu ficar me esperando ali no quilômetro 4…

Desse ponto em diante fomos “escalaminhando”, nos arrastando, bufando, enfim, do jeito que dava! Em alguns locais as pessoas precisavam se ajudar pra conseguir transpor os obstáculos e esse espírito de equipe tornou a prova ainda mais especial.

No final de tanta dificuldade, nossa equipe ainda foi presenteada com alguns troféus em diferentes categorias, esse vai pra estante!!!

Troféu Corrida de Montanha

Pra quem nunca participou de uma corrida desse tipo e quiser se aventurar, vale lembrar que a estrutura de apoio é bem básica e é importante atentar-se para os seguintes itens:

Água: – Há alguns postos de hidratação ao longo do percurso, mas eles contam apenas com garrafas grandes de água e cada participante deve levar seu squeeze para recarregar;

Sinalização: Os caminhos são sinalizados, mas em certos pontos geram dúvida, algumas pessoas desviaram da rota principal e se perderam;

Agasalho: O vento no cume da Pedra Grande é muito forte, leve uma jaqueta corta vento e deixe no caminhão de apoio, que leva tudo pra cima, facilitando a vida do pessoal;

Lanche: O lanche pós-prova é fraquíssimo! (banana e mexerica) e não foi suficiente pra todos. Recomendo levar algo de mais sustância e deixar também no caminhão de apoio pra resgatar na chegada;

Tênis: Se possível, invista em um tênis apropriado para speed cross, que vai te dar muito mais estabilidade.

Precauções tomadas?! Respire fundo e comece a subir!

Cansou só de ler? Calma, que você também pode chegar até lá de carro!

Acesso de carro:
O acesso de carro se dá pela Rodovia D. Pedro I – SP – 065.
Deve-se entrar no sentido oposto a Piracaia, seguindo placas para Pedra Grande.

Pra saber mais sobre corridas de montanha, acesse o site:
http://www.corridasdemontanha.com.br/beta/

  1. Grande guerreira! Gosta de desafios fortes né… uma pedra grande em seu caminho (rsrs)! Mas, com esse coração aí firme e forte e a vontade de supera-los com certeza chegarás sempre, não importa Como! Mas sabes que viver/experimenta-los é a maior de todas a experiências!!!
    Continua aí, seguindo seu coração(sua bússola) e vivendo todos os presentes da VIDA!!!
    Bjos nesse coração forte aí!!!

  2. …como diz o lema do Povo Doido, pra quê facilitar se o complicado gera dores e alegrias inesquecíveis! Rsrs… show o post… e é claro que pelas trilhas a subida é bem mais divertida! Parabéns pela prova!

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *