Pedra da Gávea Vista do Topo!

Conhecida por ser o maior bloco de pedra a beira mar do mundo, a Pedra da Gávea está localizada entre São Conrado e Barra da Tijuca e o acesso para a trilha é feito por dentro do Parque Nacional da Tijuca. A recompensa para quem estiver disposto a encarar essa subida de 844m, é uma das melhores vistas do Rio de Janeiro.

Topo da Pedra da Gavea

A previsão de tempo para se chegar ao cume pela via tradicional é de 2h30, mas como estávamos em um grupo grande, demoramos mais do que isso, já que alguns obstáculos tiveram que ser transpostos por uma pessoa de cada vez. O nível de dificuldade, segundo classificação do próprio parque, é “Moderado Superior” e inclui trechos de subida por corrente, além de degraus de ferro.

O nome “Gávea” é uma herança dos portugueses, essa era a palavra que eles utilizavam denominar o cesto de observação localizado nos navios e que eles julgaram ser similar ao cume da pedra.

Pedra da Gávea

A face da rocha oposta ao mar lembra um rosto humano e foi batizada de “Cabeça do Imperador”. Apesar de a razão mais provável para a formação da escultura natural ser a erosão, há uma lenda bem interessante acerca desse tema, segundo a qual, o rosto seria uma esfinge gravada pelos fenícios. Há quem acredite ainda, que a pedra serve de tumba para um importante rei fenício. Será?!

Pedra da Gávea Cabeça do Imperador

Mitos à parte, iniciamos a trilha, que tem o seu primeiro trecho já bastante íngreme, mas ainda assim de fácil transposição, por contar com muitas raízes de árvores que formam degraus no terreno, facilitando a subida. É importante seguir as setas amarelas de orientação, pintadas em pedras e nas árvores.

Após cerca de 1h30 de caminhada chegamos a um local mais aberto, conhecido como “Praça da Bandeira”. A partir dali havia menos sombras e o sol começou a castigar, mas em compensação a vista ficou linda, com a imagem do Imperador nos incentivando a subir!

Praça da Bandeira Pedra da Gávea

O maior desafio foi sem dúvida a “Carrasqueira”, denominação, aliás, muito justa, já que o paredão de pedra de 35m é o verdadeiro carrasco dos que almejam o cume! Muitos fazem essa passagem sem o auxílio de cordas, mas meu conselho é não subestimar a dificuldade que ela oferece e utilizar equipamentos de segurança, além do auxílio de um guia experiente. O índice de acidentes nesse trecho é alto e infelizmente inclui vítimas fatais.

Carrasqueira

Seguimos com calma e responsabilidade e felizmente tudo correu bem! Após a “Carrasqueira” há a opção de seguir para a escalada da “Travessia dos Olhos” ou continuar pela trilha até o topo. Seguimos contornando o penhasco e após a transposição de mais algumas pedras, finalmente chegamos a um platô conhecido como “Mesa”.

Topo da Pedra da Gavea

A vista dali compensa qualquer esforço! Tivemos sorte, o tempo que estava fechado há uma semana, resolveu abrir naquele dia e tivemos uma visibilidade muito boa! Já tinha dado a missão como cumprida, quando nosso guia nos informou que ainda faltava a “Cabeça”.

Apesar de estar exausta, a ideia de chegar à parte mais alta, que lá de baixo parecia tão inacessível, me fascinou! A distância era curta, mas entre a “Mesa” e a “Cabeça” estava mais um obstáculo pra valorizar a nossa conquista, a “Garganta do Diabo”, mais um declive que deve ser feito com o auxílio de corrente.

Fiquei muito feliz de ter vencido também essa etapa, esses obstáculos finais são muito estimulantes! Tiramos mil fotos da famosa pontinha com o abismo de fundo e logo resolvemos descer, pois o tempo estava fechando.

Cabeça da Pedra da Gavea

A descida foi lenta, a demora mais uma vez ocorreu na “Carrasqueira”. Fizemos esse trecho com corda, priorizando a segurança. Já não tínhamos mais água, o ponto de abastecimento em uma pequena cachoeirinha ainda estava bem longe, mas a alegria era tão grande, que até a sede ficou em segundo plano! Missão cumprida!

Custos:

Ônibus SP-RJ
Expresso do Sul (leito): R$181,99

Ônibus RJ-SP
Viação Kaissara (convencional): R$89,99

Guia:
Wally: (21) 98169-6249 / (21) 99479-1315
R$100,00 por pessoa

Hospedagem
Copa Hostel: R$60,00 (diária em quarto coletivo)
http://copahostel.com.br/pt/

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *