Paraíso Perdido: Tesouro da Canastra

O termo “Paraíso Perdido” batiza com bastante justiça o conjunto de 18 piscinas naturais e 8 quedas d’água a que se refere, já que essa maravilha ficou realmente “perdida” até a década de 60, quando 2 motoqueiros tiveram a boa ideia de sair da estrada principal e chegar ao alto das montanhas, encontrando assim, esse belo complexo.

Paraíso Perdido Capitolio

Localizado a 45 km de Capitólio, na região da Serra da Canastra, o Paraíso Perdido é formado por cânions em declive, banhados pelo ribeirão “Quebra Anzol”. O acesso é feito por trilha e o percurso não é longo, porém, as pedras escorregadias de quartzito dificultam a caminhada e tombos ali são bem comuns…

Paraíso Perdido Sao Joao Batista do Gloria

Pegadas vermelhas pintadas nas rochas marcam o trajeto mais seguro e guias locais também orientam os visitantes. Infelizmente não conseguimos chegar ao topo, pois era época de cheia, e algumas cachoeiras estavam inacessíveis. Além desse inconveniente, a visita na época das chuvas também apresenta o risco das trombas d’água. Logo na entrada fomos informados de que ao menor sinal do fenômeno, todos deveriam descer imediatamente e o dinheiro do ingresso não seria devolvido.

Por sorte, a natureza colaborou com a gente, não tivemos que sair às pressas e pudemos aproveitar muito bem todas as quedas d´água às quais tivemos acesso. A mais bonita em minha opinião foi a que tinha o atrativo adicional de uma gruta do lado direito. Foi ali que passamos a maior parte do tempo.

Paraíso Perdido cachoeiras

As piscinas naturais da parte baixa também são muito agradáveis e bastante procuradas principalmente pelas crianças.

Quando a fome bateu, descemos pra almoçar no restaurante do complexo. Como nossa visita aconteceu em um feriado, estava muito cheio, pegamos uma fila enorme e a organização não era das melhores, nem a comida, eu diria. Mas só o fato de ter essa facilidade em um lugar tão remoto, já deve ser considerado como algo bem positivo.

Com exceção do restaurante, a estrutura de forma geral me agradou bastante. Há mesas, churrasqueiras, pias, banheiro com chuveiro quente, além de área de camping e chalés. Passamos apenas o dia ali, o que já foi suficiente para conhecer tudo e aproveitar, porém, o pernoite no Paraíso Perdido também me parece uma boa ideia.

Custos:

Melhor época para visitas: Maio a Setembro
Taxa de Visita: R$ 35,00
Restaurante: R$ 35,00 o quilo
Quiosque: R$ 120,00 (apenas para passar o dia)
Camping: R$ 70,00 (R$ 35,00 dia / R$ 35,00 noite)
Chalé: R$ 80,00 (R$ 35,00 dia / R$ 45,00 noite)
Apartamento para 2 pessoas: R$ 220,00 (R$ 70,00 dia / R$ 150,00 noite)

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *